top of page

Ampliação da amostragem do segmento de Rádio + Direitos Gerais

A partir de julho, serão consideradas 300 mil execuções musicais por trimestre na amostragem do segmento


Com o objetivo de tornar cada vez mais abrangente o critério de distribuição do segmento de Rádio + Direitos Gerais, a partir da distribuição de julho de 2023 a amostra será ampliada em 50%, passando de 200.000 para 300.000 execuções no trimestre. Essa distribuição é referente às músicas que foram executadas nos meses de janeiro, fevereiro e março deste mesmo ano nas rádios adimplentes de todo o Brasil.

Essa ação faz parte do Plano de Distribuição Direta de Rádio, que está em construção, preparando os sistemas e processos de recebimento, verificação, validação e identificação musical para que estejam preparados para este salto na quantidade de execuções processadas a cada período. A mudança vem para tornar a distribuição de rádio a mais direta possível, uma demanda antiga dos compositores, músicos e demais titulares, que a gestão coletiva vem trabalhando para atender.

Vale lembrar que a metodologia de amostragem utilizada pelo Ecad no segmento de Rádio + Diretos Gerais conta com a chancela do Ibope, o que certifica que o processo praticado é uma forma correta de retribuição aos artistas que têm suas músicas executadas nas rádios, reforçando o compromisso da gestão coletiva em remunerar, de forma cada vez mais precisa, os compositores, intérpretes, músicos e demais titulares.


Fonte: ECAD


Comments


bottom of page